4 de mar de 2011

Sapatos japoneses,o que já não se fez em nome da beleza e da moda!?















Ontem recebi um e-mail que trazia fotos sobre os sapatos das gueixas e de alguns pares modernos que vem sendo usados pelas mulheres no japão. As fotos que posto aqui chegam a chocar.Resolvi escrever um pouco sobre o quanto somos capazes e até que ponto chegaremos em nome de padrões de beleza e atitudes ditadas pela moda ?Quem nunca comprou um par de sapatos apertado? Ou quem não tem uma sandália linda com uma tira que parece cortar a pele, ou ainda aquele modelo que aperta os dedos? Se você lembrou de ao menos um par que tem em casa, saiba: você não é a única! Uma pesquisa feita no Reino Unido (divulgada pela BBC News) levantou os seguintes dados:

. 37% das mulheres comprarão sapatos desconfortáveis desde que eles estejam na moda.
. Quatro entre 10 mulheres já compraram sapatos conscientes de que não conseguiriam usá-los.
São números significativos,não é verdade!? As roupas não são apenas vestimentas que protegem o corpo ou adereços e adornos que nos embeleza. As roupas, como todos os objetos usados no cotidiano pelos homens, são partes da nossa existência diária, traduzem estados de espírito e identidades pessoais.

Elas preenchem o mundo de sentido e significado e nos ajudam a construir diversas narrativas e expressões sobre nós mesmos: sobre quem somos ou como queremos ser vistos, a nos diferenciar ou criar identificações, a ocupar posições ou oposições dentro de um grupo.
A roupa nos constrói e tem um poder sobre nós. Ela é um elemento forte da nossa cultura material. Ela nos ajuda a construir universos de sentido e significação, representações e símbolos visuais sobre aspectos de nosso self e de nossa identidade pessoal e social. Nas nossas relações com o mundo, com os outros homens e com os objetos que nos cercam construímos nossa cultura e quem somos.


Nenhum comentário: